sábado, 31 de janeiro de 2015

Caderno de Perguntas

Vi em outros Blogs e fiquei com vontade de brincar também... e para ter um pouco mais de graça, infernizei o namo hj quando estávamos acordando para ele responder (fiquei espantada: ele nunca respondeu um caderno de perguntas na infância/pré-adolescência... que triste ser menino).

1. Por que você costumava levar bronca quando criança?
eu: quase não levava bronca (era boazinha), mas era geralmente por brincadeiras de mau-gosto inventadas pela minha irmã mais velha (por exemplo fingir que estava passando mal para deixar a babá desesperada ou embrulhar pedras em papel de bala e dar para outras crianças)
namo: brigas com meu irmão, óbvio

2. Qual foi a última vez em que você saiu sem rumo?
eu: no meio do ano passado em uma crise de desempregada... andei alguns km de bike seguindo um ria e acabei parando em um banco na frente de uma represa...
namo: affff, nunca fiz isso

3. Três objetivos para seu futuro…
eu: conhecer a chapada diamantina, arrumar um emprego perto do namo, ter um hobby de verdade (tipo fotografia)
namo: ficar rico, ficar com a Livia, emagrecer (me senti mega prioridade)

4. O que você encontraria se abrisse a geladeira neste exato momento?
eu: não sei... pode ser da geladeira de Mannheim? (lá eu que faço compra e sei que não tem quase nada: dois kiwis, salame, firschkäse com kräuter, manteiga e geléia)
namo: coisas pra fazer panqueca

5. Qual tecnologia ocupa mais o seu tempo?
eu: net net net
namo: pc

6. Uma coisa usada que você comprou…
eu: mass de cerveja
namo: jogo de vídeo-game

7. Qual a primeira coisa que você faz ao acordar?
eu: olhar o celular, costume péssimo
namo: abrir os olhos

8. Do que você precisa neste exato momento?
eu: terminar logo esse questionário para ir no supermercado (antes que o namo vá sem mim)
namo: panqueca?

9. Qual foi a última coisa que você leu, ouviu ou assistiu que te inspirou?
eu: florence, always!
namo: nada

10. Um souvenir que você comprou ou ganhou…
eu: hmmm geralmente compro só coisa de comer e tickets de entrada para lugares...
namo: imã de geladeira

11. O que te deixa estressada?
eu: fome e gente me falando o que estou perdendo por estar longe do Brasil e pedindo pra que eu volte
namo: esse questionário... e o colega de trabalho xyz

12. Já morou em outro país além do Brasil?
eu: 1,5 anos na Venezuela (mas eu tinha só 8 aninhos) e há 5,5 anos na Alemanha
namo: sim

13. Você tem tatuagem?
eu: nao
namo: nao

14. Qual foi a última coisa que você pesquisou no Google?
eu: "Reisekostenformular"
namo: "königsplatz kamera"

15. Qual a sua maneira de ser egoísta?
eu e namo: imitamos outros expatriados: morar longe

16. O que demora demais?
eu: a semana longe do namo
namo: esse questionário

17. A última vez em que você ficou acordada durante a noite toda…
eu: de quinta pra sexta (não consegui dormir.. mesmo estando morta)
namo: quando você (Livia) tem uma de suas crises

18. Qual comida que todo mundo ama mas que você odeia?
eu: bacalhau (ECAAAAAAA me deu nojo só de pensar)
namo: ricota (não sei se todo mundo ama, mas acho que é a única coisa que odeio)

19. O que você está vestindo agora? O que essa roupa diz sobre você?
eu: calça jeans, blusa de pijama e cachecol... e como são mais de 14:00 quer dizer que tenho preguiça de me trocar e que ainda não estou pronta pra ir pro mercado (namo, aguenta só mais um pouquinho please)
namo: pijama (ele respondeu ainda na cama, mas já saiu pra correr, já tomou banho e já está todo bonito de jeans e pullover da minha cor favorita)

20. Já fez amigos ou se apaixonou por alguém que você conheceu pela internet?
eu: yes, mas dispensa detalhes
namo: não (e olhou com aquela cara: "é óóóbvio que não, afff")

21. O que te faz perder o sono durante a noite?
eu: mais fácil me perguntar o q não me faz perder o sono... mas acho que o mais crítico são filmes de terror
namo: stress, coisas do trabalho

22. Qual foi a primeira coisa que você comprou com seu dinheiro?
eu: minha certeira de motorista (foi lindo na época, pena que sou uma cagona e ela não serve pra mais nada)
namo: faz tanto tempo, nem sei

23. O que tem na sua prateleira?
eu e namo: qual delas??

24. Como você se acalma depois de um dia estressante?
eu: esporte ou uma caminhada ao ar livre
namo: jogando vídeo game

25. Escreva sobre algo que você quebrou…
eu: meu mp3 (foi no bolso de um moletom na máquina de lavar roupa, não, ele não era "water resistant")
namo: uma taça (e eu completei com: "eu ia falar isso mesmo hahaha")

26. O que você mais gosta de comer no café da manhã?
eu: nossa não sei... acordo com tanta fome que como tudo o que encontrar feliz e contente (até arroz com feijão)
namo: depende

27. Como quer que sua vida de aposentada seja?
eu: quero que eu e meu parceiro tenhamos saúde e dinheiro para passear bastante...
namo: rico (já gostei, se ele continuar saudável me ajuda nos meus planos rs)

28. O que você leva em consideração ao votar em um partido político?
eu: sou politikbanause, não sei (mas não gosto muito de partido muito socialista não...)
namo: várias coisas

29. A religião é um fator importante na sua vida? Por quê?
eu e namo: noooooooops

30. Como está sua casa agora, limpa, suja?
eu: limpei um pouquinho quando ele saiu pra correr uma hora atrás :)
namo: suja

31. Você não economiza quando o assunto é…
eu: acho que sempre economizo quando dá.. mas gasto sem muito dó com comida
namo: Livia feliz

32. Você separa o lixo para reciclagem?
eu e namo: yes

33. Sua sobremesa favorita?
eu: desde que seja doce, tenha chocolate e muitas calorias tá valendo
namo: várias, depende

E agora vou criar vergonha na cara, me trocar e sair com o namo antes que o dia acabe e eu não tenha feito nada... Fui!

domingo, 18 de janeiro de 2015

Payback e TPM gerando descontrole

Explicando: diversas lojas estão no programa Payback e você ganha pontos de acordo com a quantidade de dindin que gastou em compras. Esses pontos você pode trocar por prêmios ou um cupom com certo valor para gastar nas lojas parceiras (já expliquei aqui). Algumas vezes no mês você recebe um email ou uma carta com cupons que multiplicam os pontos em certas lojas por um certo período, como por exemplo:

"5x mais pontos na sua compra no REWE até o dia 20.01.2015"

"200 pontos extra na sua compra na dm acima de 20 Euros no dia 25.01.2015"

Óbvio que eu procuro fazer compras na dm (perfumaria/drogaria) e no REWE (supermercado) sempre quando dá pra juntar mais pontos de uma vez. Quando os pontos serão multiplicados, procuro fazer uma compra maior (mas sempre de coisas que compraria mais cedo ou mais tarde de qualquer jeito). Até aí tudo bem, é uma atitude consciente, planejada e normal. Como eu já disse, eram coisas que eu compraria de qualquer jeito.

Acontece que a combi "cartinha da Payback com cupons" e TPM é uma catástrofe. Semana passada eu recebi vários cupons e um deles era da TeeGeschwendner (uma marca de chás diferentes e caros, mas muito saborosos):

"5x mais pontos na sua próxima compra acima de 20 Euros até xx.01.2015"

Para ajudar, ganhei um sachê para uma xícara de um chá dessa marca delicioso de um colega de trabalho essa semana. Pronto, a louca aqui encanou que queria comprar do chá delicioso... e já que eu iria gastar nessa loja de qualquer maneira, melhor já gastar acima de 20 Euros para juntar mais pontos né?

Ontem o namo me levou para almoçar (usando meu livro de cupons de desconto, óbvio) e na volta me perguntou se eu queria passar em algum lugar. Estava com o cupom da TeeGeschwendner no bolso e avisei que queria dar uma passadinha para pegar um chá lá. Fomos até a loja, achei o chá que queria e, para a minha decepção (sente a incoerência), o pacotinho custava "apenas" 4 Euros (uma fortuna para um pacotinho tão pequeno de chá). Eu, convencida de que precisava ganhar mais pontos, resolvi pegar mais chás:

Livia louca: "Namo, pode escolher os chás que você quiser"

Namo olhando estranho: "Eu não quero nada"

Livia louca: "Pega algum diferente pra você provar e me ajuda a achar alguns para mim"

Namo olhando mais estranho ainda: "Mas você não achou o que você queria?"

Livia louca (e provavelmente com mais cara de louca ainda): "É que eu preciso gastar mais de 20 Euros"

Namo sem acreditar no que está vendo e ouvindo: "Como assim??!"

Livia louca (ainda se achando normal): "Eu só ganho 5x os pontos se eu gastar mais de 20"

Namo: "Mas você vai comprar só para ganhar pontos?? Ninguém aqui está comprando tanto chá assim! Você não vai tomar tudo isso de chá..."

Livia louca (explicando com calma e achando o namo estranho): "Claro que vou, eles têm chás deliciosos, cheira esse aqui..."

Namo para a atendente (entrando na loucura da namorada para não piorar a situação): "Você tem hortelã?"

Atendente: "Claro, aqui ó."

Namo para a atendente: "Ahhh mas hortelã eu já conheço..." (não sei pq ele perguntou então, enfim)

Atendente olhando estranho para o namo e para a Livia louca cheirando todos os chás: "Esse outro é tipo hortelã, mas um pouco mais forte..."

Namo pegou um pacote desse, eu peguei mais dois diferentes..

Livia louca: "Namo ainda faltam 4 Euros, qual mais você quer."

Namo (impaciente): "Livia, ninguém faz isso, as atendentes estão rindo! Que vergonha... não quero mais nada!!"

Ele saiu de perto e foi ver chocolates.

Livia louca pegou mais um pacote de hortelã intensivo (igual do namo) e a atendente olhou com uma cara mais estranha ainda.

Namo veio para o caixa com três chocolatinhos e eu entreguei o cupom de pontos para a atendente na hora de pagar (que deve ter entendido o meu comportamento estranho, mas provavelmente continuou me achando louca).

Namo inconformado: "Você nem sabe se esse chá é bom e pegou um segundo pacote, meu deus Livia!".

Para ajudar, na hora do pagamento o cupom não foi aceito. Eu saí da loja com 350 g de chá, nenhum ponto extra, 22 Euros a menos e um namorado pensando em terminar ou me mandar para um hospício:


Essa história de sempre tentar juntar pontos Payback não acontece só nesse período trágico chamado TPM, mas a conclusão da história é que nunca mais abro cartas ou Emails da Payback no período Pré-dias-vermelhos (ainda mais se eu tiver emendado cartelas como dessa vez e estiver "levemente" descontrolada).

A parte boa da história: tenho chás gostosos para o ano todo e consciência de que eu não sou eu quando meus hormônios tomam conta de mim.

Capinha para E-Book Reader #D.I.Y.

Aqui vai uma idéia de um projetinho rápido, fácil e útil. Um tempinho atrás ganhei um Kindle do namo para incentivar a leitura e para eu não carregar peso na bolsa. Como carrego ele na bolsa com várias outras coisas, ele já ganhou dois arranhões. Fiquei com medo de estragar mais e de arranhar a tela, então decidi fazer uma capinha.

Peguei retalhos de outros projetinhos, um pano liso (vermelho) para a parte interior da capinha e em 20 minutinhos estava pronta:

Parte de trás

Parte da frente

 

Não fui muito feliz na escolha dos panos para a parte de trás mas amei a parte da frente. O tamanho ficou perfeito (é fácil de tirar e colocar mas está justinho de modo que a capa não sai sozinha) e agora não tenho medo de deixar o Kindle solto na bolsa. ;)

ps. se quiser protejer o E-Book Reader contra impacto e não só contra arranhões, é só colocar um recheio fofinho (eu não tinha o material aqui e queria resolver o meu problema logo, então fiz só com os panos mesmo)

domingo, 11 de janeiro de 2015

Hugo (Prost!)

Não, não vou escrever sobre o nome Hugo. Essa é só uma receita de uma bebida muito popular pros lados de cá, servida quase sempre como aperitivo (Aperitif).


Ingredientes:
- 150 ml Prosecco
- 100 ml Água com gás
- 20 cl Extrato de Sabugueiro (Holunderblütensirup) - recebemos a dica de que o do IKEA é um dos melhores
- 3 folhas de menta (ou um pouquinho mais hehehe)
- 1-2 fatias de limão
- gelo

Prost!

E agora que está salvo no blog, posso jogar meu post-it onde está anotado fora...

sábado, 10 de janeiro de 2015

Pomelo não é melão :(

Pra você que não sabe o que é pomelo, já te aviso que não é melão (e provavelmente nem parente do mesmo).

Foi mais ou menos assim: a menina que se empanturrou no almoço decide jantar algo light e resolve comprar frutas (tá, foi o namo que teve a idéia, mas finge que fui eu). Pegamos maçãs mas eu queria algo mais fresco, mais aguado e se possível mais doce também... tipo... melão! Mas ao invés de me deparar com um melão, me deparei com um Pomelo. Pelo tamanho, cor, forma e falta de cheiro, deduzi ser a mesma coisa (ou algo muito parecido), olha só:


Aí, antes de eu ir seca abrir meu "poMELÃO", vi uma etiqueta presa na embalagem com um passo-a-passo de como descascar o bendito e percebi que não parecia com o modo que descasco melão (mas vai que eu que descasquei errado a vida inteira né?):


Então abri o tal do pomelo, que está mais para parente da laranja-lima que do melão:

E como não tinha melão (e nem supermercado aberto) e o tal pomelo não foi de graça, me virei com ele mesmo:

Segunda compro um melão....

domingo, 4 de janeiro de 2015

Retrospectiva 2014

Quando eu comecei esse blog, minha única intenção era ter um cantinho para mim, para minhas idéias e claro, para meus momentos de crise (que diga-se de passagem, não são poucos). Isso foi há um ano... Aproveitando o aniversário do Mão de Vaca na Alemanha e o começo de 2015 (e imitando vários blogs que leio, como por exemplo o da Ana), resolvi fazer a "Bilanz" do ano que passou.

Foi um ano muito cheio e por isso vou dividir a retrospectiva em temas:

Vida Profissional
Esse tópico merece atenção especial pois foi o motivo pelo qual o blog surgiu (mais precisamente durante meu período de aviso prévio). Janeiro e fevereiro foram meses de despedida do emprego novo e de alívio, o mês de março foi meu mês de férias, de abril à setembro estava desempregada e descompensada (viajei um bocado fazendo entrevistas, immerhin) e quase perdi as esperanças (só o namo sabe, coitado)... Em outubro comecei a trabalhar novamente (em uma empresa legal, com pessoas legais, com tarefas legais, em uma cidade legal). Em novembro fiz um curso SUPER MEGA legal para exercer a função na empresa e passei com uma nota mais legal ainda na prova final. Aprendi muito sobre mim mesma e ganhei experiência em demissão, procura de emprego, agência de trabalho alemã e sobre vistos de trabalho para estrangeiros.

Vida Amorosa
Completei cinco anos com o namo, morei sete meses com ele e hoje tenho mais certeza que nunca que é com ele que quero ficar... obrigada por tudo, não foi um ano fácil e você foi o melhor companheiro e amante dos últimos tempos da última semana (eu sei que você vai ler esse post sr. curious), amo!

Viagens
Na época do natal eu estava um pouco chateada por ter férias e não usar o tempo para viajar, mas depois de curtir muito em casa com o namo o desespero "preciso conhecer o mundo" passou (seria realmente desnecessário gastar dinheiro para passar frio e tomar chuva em Madrid ou em Mallorca, os destinos que havia escolhido para uma viagem curtinha de 5 dias entre Natal e Ano Novo). Estou com a sensação de que não viajo há séculos, mas fato é que esse ano viajei bastante:
- 3 semanas de Brasil com direito à uma trilha maravilhosa de 3 dias no mato passando perrengue e 3,5 dias de praias paradisíacas (obrigada pai e mãe, vocês são demais!)

 

 

- fiz a tão esperada viagem com minha irmã mais velha, causamos em Istambul, na Capadócia, em Barcelona e em Paris (e nos apaixonamos por todas elas):

 

 

- e para não dizer que não viajei com o namo, fomos para viena (cidade belezinha):

Acho que tá bom né?? (sem falar nas mil e uma horas viajando para entrevistas...)

Amizades
Como voltei para Mannheim, revi vários amigos "das antiga". Em Augsburg conhecemos um pessoal bem legal durante a copa (expatriados como nós) e o grupo continua firme e forte com encontros bem divertidos nos finais de semana (valeu "comunidade"!)

Esporte
Foram 131 dias de prática dos mais variados esportes, acabei de ver na minha "Tabela Esporte"(que eu sou louca todo mundo já sabe, mas já falei que sou louca por listas?). Teve esporte para todos os gostos:
- na academia da cidade antiga: musculação (difícil viver em Dorf, era tudo o que eles tinham à oferecer)
- na academia de Augsburg: diversos cursos do método Les Mills (meu amado Body Balance, Body Attack, Body Combat, Body Jam)
- cursos na empresa: Body Art, EMP, Zumba, Lu Jong, Pilates
- online/no PS3 (até isso...): Pilates, Yoga, Condicionamento Físico, Zumba
- ao ar livre: caminhadas/trilhas, corridas (incluindo a minha primeira e provavelmente última corrida de rua) e muitooos km de bike
Tenho que admitir que depois dessa análise entendi pq não engordei apesar de ter comido HORRORES esse ano (quem já leu a sessão "comida" sabe o que quero dizer), estou orgulhosa!

Livros
Para o tempo livre que tive tenho que admitir que li pouco (mas ainda assin mais do que estava acostumada a ler antes de conhecer o namo). Li dois livros maravilhosos que me fizeram chorar e passei a entender a raiva das pessoas que assistem um filme depois de ter lido o livro:
- Drachenläufer (O caçador de pipas)
- A menina que roubava livros
E li um livro que consumiu todas as minhas forças por meses (era muita história, muita página e muito absurdo em um livro só), só não larguei por uma questão de honra:
- Die Analphabetin, die rechnen konnte
E isso dá uma média de um livro a cada 4 meses (fiquei mesmo 3 meses sem ler nada entre um e outro). Shame on me, me prometi que nesse novo ano vou ler no mínimo seis, sério.

Músicas
Apenas um novo cantor entrou para a minha lista de repeat do mp3 e me acompanha quase todo dia de manha para o trabalho... o francês Christophe Maé. Espero fazer mais descobertas nesse ano novo (é que eu realmente não consigo ouvir outra coisa além de Florence... quem sabe agora que "the dog days are over...").

Filmes/Séries
As séries foram as mesmas de sempre:
- Big Bang
- Greys (e a despedidade da Cristina, acho que a série nunca mais será a mesma, mas enfim)
- How I met (e o seu fim, amém... já deu)
- Game of Thrones (descoberta do ano, obrigada namo)
E os filmes foram infinitos, mas não vou fazer a lista dos bons pois não lembro de nenhum que realmente mereça... sad
Foi no geral bem fraco... Alguma sugestão para 2015??

Cultura
Não entendo de música, arte e afins, isso é fato (sou a típica "Kulturbanause"). Por isso me proponho à fazer uma coisa ou outra de vez em quando para entender um pouco mais e quem sabe descobrir o meu lado culto. Ainda não deu certo, mas esse ano fiz duas tentativas enriquecedoras e divertidas:
- concerto musical 4 estações do Vivaldi na capela sistina em Paris (maravilhoso, quase chorei mesmo sem entender nada de música clássica rs)
- Louvre pela segunda vez (mais pela irmã que por mim rs)
- Tour em Barcelona com ênfase nas obras e vida de Gaudi (morreu atropelado por um tram indo pra sagrada família, merece entrar pra lista de mortes bizarras)
- musical dos Três Mosqueteiros (se eu não tivesse lido a história antes teria entendido menos ainda,,, se alemão falado já é díficil, imagina cantado)
E a emoção parou por aí mesmo (esse tipo de evento pesa no bolso... e não faço taaaaaaanta questão assim para gastar com isso, dois no ano tá mais que bom!)

Gastronomia
Que eu adoro comer não é segredo para ninguém... que eu me aventuro na cozinha também não. Esse ano cozinhei bastante e fiz alguns experimentos (mais desastrosos que bons, mas enfim). Descobrimos alguns restaurantes novos (nenhum que mereça uma visita novamente) e converti o namo: o mais novo fã do Subway (é Mc e Burger, vcs nos perderam). De abril a dezembro foram 28 idas à restaurantes (tirando os das viagens e idas à fastfoods e lanchonetes). Ajudei a girar a economia no setor gastronômico mais do q nunca sem engordar, yes!! ;)

Allgemein (geral)
- parei de roer unhas de vez (um ano de unhas feitas uhuuuuu)
- diminui a quantidade de álcool significantemente
- completei 5 anos de Alemanha
- fiz vários projetinhos de costura com a minha Nähmaschine
- ganhei uma bike nova (presente de níver do namo, Danke!!)
- tive várias crises loucas (sorry namo!!)
- estourei um joelho
- descobri o Groupon (e eles ganharam uma cliente fiel)

E isso não foi tudo, mas um bom (e loooooooooooongo) resumo... e que 2015 traga mais coisas boas! Como diz minha tia: "EEEEE mundão, caba não!".

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Cortina para a cozinha #D.I.Y.

Eu acho muito legal o fato de existirem as mais diversas janelas: redondas, quadradas, retangulares, grandes, médias, pequenas. Acontece que tudo tem seu preço... e o(s) infeliz(es) que inventou 457895125 tipos de janelas não fez um favor para as pessoas que gostam (ou no meu caso, precisam) de cortina. É quase impossível você chegar em uma loja e achar a cortina com a medida ideal para proteger sua esfera pessoal do olhar dos vizinhos curiosos. Aí você fala (ou só pensa mesmo): "Sem drama Lívia, você compra pano e manda fazer ué". Bom, raramente gasto meu suado dindin com coisas que eu mesma posso resolver, e se eu consegui fazer barras originais em calça jeans e alguns projetos de patchwork (bem primitivos, mas enfim), também consigo fazer minhas próprias cortinas.

Minha primeira cortina de cozinha foi feita com sobras da cortina da sala, que como foi comprada pronta, era muito comprida para o nosso gosto (até o chão) e foi praticamente reduzida na metade (olha o exagero):

Cortina da sala depois da reforma, a primeira vítima da minha máquina de costura.

E esse foi o resultado da obra e a cortina que protegeu (e escureceu) nossa cozinha por uns dois anos:

 

Depois de cansar de cozinhar na caverninha (e de pensar no "menino de pijamas" na sala E na cozinha) constantemente, resolvi criar vergonha na cara e arrumar um cômodo muito visitado nesse apê (ou pelo menos um detalhe dele). Fiz uma cortina bonitinha do tipo de casa de vó, mais fácil impossível!


 

Óbvio que dá para fazer algo mais elaborado, mas a missão aqui era proteger contra os vizinhos, manter a cozinha o mais iluminada possível, tirar o "menino de pijamas" de lá e fazer algo bonitinho sem ter que comprar panos (sim, eu já tinha tudo aqui ♥). Próxima missão: tirar "o menino de pijama" da sala também ;).

ps. caso você decida fazer uma cortina para a sua cozinha escolha um pano claro ou de preferência renda (ainda mais se é o tipo de cortina que precisa ficar fechada o tempo todo, tipo a minha).

Bolsinha de Patchwork Dupla-Face 3.0 #D.I.Y.

Natal chegou (e já passou por sinal) e como todo ano, mandei presentes para a família por correio (a passagem está muito cara, sorry pessoal). Aproveitando a onda de D.I.Y. que me pegou forte e o frio que me tira a vontade de sair do aconchego do lar nos finais de semana, fiz uma bolsinha de patchwork para a minha irmã mais velha. Eu ouvi do namo mais uma vez: "Que criativa você! Tenta fazer meio redonda pelo menos.. sei lá...". Boa ouvinte que sou, ignorei e segui o padrão da última, inovando nas estampas:





Me apaixonei completamente pela bolsinha e fiquei com vontade de fazer uma igual pra mim (pra variar só um pouquinho). Masssss como a graça de coisas feitas à mão é que elas são únicas (pelo menos eu tento seguir essa premissa), só me resta pensar em um design para a minha (mesmo pq o pano de estampa de caracóis do lado "interno" e da alça praticamente já acabou)....